BSBIOS recebe recertificação em Produção Eficiente de Biocombustíveis

O organismo certificador responsável pelo processo de recertificação foi o Green Domus Desenvolvimento Sustentável

Ainda em 2019, a BSBIOS foi uma das primeiras usinas de biodiesel a receber a Certificação em Produção Eficiente de Biocombustíveis e, no mês de julho, mais uma vez, recebeu o novo Certificado em Produção e Importação Eficiente de Biocombustíveis, por meio da produção de biodiesel através das matérias-primas de gordura animal e óleo de cozinha usado (UCO). O certificado é proveniente da Política Nacional de Biocombustíveis (RenovaBio) e permite que o produtor ou importador de biocombustível, devidamente autorizado pela Agência Nacional de Petróleo e Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), como um emissor primário, possa participar do mercado de Crédito de Descarbonização (CBIO): para cada tonelada de carbono evitada, ou seja, não lançada na atmosfera, um CBIO é gerado.

O RenovaBio foi instituído por meio da Lei nº 13.576/2017 e tem como principal instrumento o estabelecimento de metas nacionais anuais de descarbonização no setor dos combustíveis, assim, fomentando o aumento da produção e da participação dos biocombustíveis na matriz energética brasileira.

Esta é a terceira vez que a BSBIOS Passo Fundo é certificada, possuindo nota de eficiência energética de 81,23gCO2eq/MJ com volume elegível de 30,87%. Em 2021 a nota de eficiência energética foi de 81,24gCO2eq/MJ com volume elegível de 27,04%, o crescimento do volume ocorreu em decorrência do aumento do consumo da gordura animal e do UCO na unidade industrial.

Para a gerente de sustentabilidade da BSBIOS, Ana Cristina Curia, a certificação resulta do trabalho que vem sendo realizado, corroborando com os valores e o propósito da Companhia. “A Certificação é um processo composto por um conjunto de critérios e procedimentos no qual são avaliados os aspectos relacionados a produção ou importação de biocombustíveis, considerando a eficiência energética e as emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE), dessa forma, a certificação ocorre quando há o aumento da eficiência energética e a diminuição da emissão dos gases de efeito estufa, em comparação com o combustível fóssil”, destaca Ana.

A gestora ainda salienta que esta certificação é o caminho natural para a BSBIOS atingir o propósito de estar entre as maiores produtoras mundiais de biocombustíveis. “Precisamos estar preocupados com o clima se quisermos contribuir com o desenvolvimento sustentável do planeta e atingirmos nossas metas e objetivos. Nessa linha, o aumento do volume elegível relaciona-se diretamente com as cadeias de produção, para que elas também sejam eficientes quanto ao uso dos recursos naturais. É um trabalho em conjunto, uma forma de continuar atuando com eficiência e eficácia e garantindo qualidade de vida para a atual e futuras gerações”, afirma.

O diretor comercial, Leandro Zat, ressalta que esta é mais uma conquista de todo o time BSBIOS. “Possuímos muitas metas desafiadoras, trabalhamos em prol da descarbonização, então a recertificação reforça o nosso compromisso com toda a cadeia produtiva do biodiesel, a nossa preocupação com o meio ambiente e de que estamos no caminho certo para nos tornarmos carbono neutro até 2030. Parabenizamos a todos os envolvidos no processo e a equipe BSBIOS, pois é o trabalho realizado e a dedicação de cada um que faz tudo isso ser possível”, pontua.